Este protótipo é liderado pela UFMT, com participação do Instituto Federal de Brasília, IFET-MT campi Cuiabá e Várzea Grande, UnB, Sebrae-MT, dentro outros, e visa abordar materiais e técnicas construtivas vernaculares, principalmente o adobe, sob a ótica do desempenho ambiental, social e econômico de uma habitação, enquanto temas transversais das condições de habitabilidade, inovação e conscientização ambiental.

O principal objetivo do protótipo é resgatar técnicas de construção locais do Mato Grosso e combiná-las com métodos construtivos atuais, propondo uma habitação acessível e de baixo impacto ambiental na sua construção.